Mairo e Ayla: praticantes de Kendo

Want to study this episode as a lesson on LingQ? Give it a try!

Mairo and Ayla talk about Kendo, a japanese sport. They have been practing Kendo in Brazil for some years. (Mairo e Ayla falam sobre Kendo, um esporte japonês. Eles vem praticando o Kendo no Brasil por alguns anos).

M: Olá, aqui é o Mairo, tutor da língua portuguesa no LingQ e este é o portuguese LingQ.

Bom, hoje nós estamos aqui na minha casa, eu e a Ayla.

A gente vai falar um pouquinho sobre uma coisa que a gente faz aqui em Londrina, um esporte (esporte = português brasileiro; desporto = português europeu) que a gente pratica que é o kendo.

E …é bom, vou perguntar primeiro para a Ayla há quanto tempo que ela pratica?

A: Dois anos e meio.

M: Dois anos e meio, né?

A: Isso.

Dois e meio.

M: E eu já pratico kendo há cinco anos.

É?

A: Penso que sim.

M: É. Cinco anos.

Kendo é um esporte japonês…originário do Japão.

A: Esporte?

M: Não.

É um tipo de esporte… é como se fosse uma esgrima, né?

Só que uma esgrima japonesa.

A: É, basicamente.

Eu acho que as pessoas visualizam mais se a gente falar que tem a ver com samurais, né?

M: É.

A: Dá para visualizar melhor, assim, que a gente faz… do que uma esgrima.

Esgrima a gente pensa naquele negócio francês assim, né?

M: É, os dois usam espadas, né?

Só que a esgrima é aquela mais fina.

A: É, o sabre, né?

M: É, o kendo já usa… o kendo vem dos…é o que os samurais praticavam usavam aquela espada japonesa, a cataná.

A: Lógico que a gente não usa essa.

M: A gente usa espada de bambu, uma espada de bambu.

A: Para não enganar ninguém.

M: É, a gente tem uns protectores, segurança.

E é um esporte muito legal.

Eu comecei a praticar porque eu estudava japonês e eu aí… Acho que conheci uma pessoa, não me lembro bem ao certo, na escola de japonês que também praticava, e aí eu acabei conhecendo o kendo e comecei a praticar.

Isso há cinco anos atrás.

E a Ayla foi quando… Primeiro a gente começou a namorar, né, e depois de um tempo é que ela foi começar a praticar.

E, bom e o que você mais gosta no kendo, Ayla?

A: O que é que eu gosto?

M: É.

A: Eu acho que mais assim além do treino que eu acho eu depois do treino a gente se sente muito bem, até no treino assim, mas acho que a família, mais assim, que eu acho mais legal

M: Como assim?

A: A família, assim, do kendo, né, que a gente fala que quando você entra no kendo, assim, a gente fica mais uma família.

E eu selecciono das coisas que eles falam também, que eu acho que e o mais importante.

M: Realmente, É o kendo.. ele tem essa diferenciação, né, é eu acho que em vez dos outros esportes, porque principalmente aqui em Londrina o pessoal do kendo é bem unido, né, por isso eles falam que é como se fosse uma família, né?

Quantos praticantes deve ter?

Uns 50, mais né?

A: É, ou que já praticaram….

E ai…

M: Eu creio que entre 50 e 100, que praticam, né?

A:É

M: É.

A: não que vão todos, sempre tenha tudo isso de pessoas naõ…

M: É se for contar alguns que tão parados assim que vão

A: de vez em quando

M: É.é então acaba sendo que nem uma família assim, né?

e bem, bem legal isso ai.

E bom eu gosto q a gente aprende bastante coisas praticando um esporte que não é fácil

A: é isso ai.

M: e que exige bastante fisicamente.

Os treinos são, são meio puxados, assim bem difíceis de aguentar, assim as vezes você esta com preguiça, está cansado, né, acho que a gente aprende bastante coisa, né?

A: Muito.

Não só no treino, mas a gente aprende coisas no treino que dai vai para fora também, a gente cria, uma, não sei, um hábito também fora.

M: É, eu acho… exacto.

Como é que posso dizer… é disciplina, persistência.

A: Persistência, disciplina.

Acho que são..

M: Persistência – eu acho que principalmente, ne?

A: Uhmuhm.

M: Porque o kendo tem que ter muita persistência tem que… é difícil, demora..

A: Não é nem um pouco fácil

M: Eu particularmente… Que nem os professores falam: chega a uma hora que parece que você treina, treina e só fica pior, né?

A: No inicio assim, você começa e só vai “nossa tou super, sou muito bom” você vai ver… você começa a treinar…

M: É no início melhora rápido.

A: É, é. Aguenta os treinos… Depois quando você passa de iniciante para um pouquinho mais assim você aguenta os treinos e tal só que daí você começa a avançar um pouquinho mais e dai já estaguina assim.

(estaguina = português do Brasil, estagna = português de Portugal  do mesmo verbo: estagnar)

M: É depois de um ano e meio, dois ano de treino fica bem difícil de melhorar assim mas isso faz parte desse esporte que é o kendo, esse esporte, essa luta com a espada japonesa.

E bom eu faço, como disse, já pratico há uns 5 anos a Ayla há poucos menos, né?

Legal quando tive no Japão fazendo o intercâmbio tive a oportunidade de praticar lá, conheci alguns professores, os “semsei”, “semsei” é professor em japonês, conheci alguns professores lá do Japão, pratiquei não muito lá, mas pratiquei um pouco e bom e eu acho que o kendo também é uma das coisas boas que tem aqui em Londrina, né, quem visitar aqui a cidade algum dia tem de saber que uma das coisas boas aqui em Londrina e a nossa associação de kendo que e muito legal.

È, bom então é isso, a gente falou um pouco de kendo hoje.

A: Sim

M: Acho que podemos ficar por aqui, né?

A: É acho que não tem muito por onde estender…

M: Então tá, quem quiser, quem gosta de podcast pode ir ao LingQ lá.

O http://www.lingq.com (L I N G Q) e estudar lá, vai ter a transcrição desse texto, você também pode escrever, enviar textos para correcção, fazer discussões comigo mesmo, né, que sou o tutor.

Então é isso aí, até a próxima, tchau, tchau.

A: Tchau.

Leave a Comment

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s